Quarta-feira, 30 de Junho de 2010
Imagem dada a conhecer pela minha Maggie


apoquentado por Béu às 13:46 | linque da apoquentação | mandar pitafe

Sábado, 12 de Junho de 2010

aquela sensação de que nada faz sentido. Como se alguma entidade estranha me revolvesse as entranhas e saísse, deixando tudo fora do sitio. Sinto-me uma bagunça, um caos. Como uma casa na qual não se entra há anos, e quando se tem coragem de finalmente abrir a porta, munida de balde, esfregona e pano do pó, o cenário é tão catastrófico que a única coisa que se quer realmente fazer é bater a porta, com a mesma rapidez com que se abriu, e desaparecer para bem longe. 

Ou simplesmente deixar cair os utensilios de limpeza, seguidos do corpo, e chorar até que ele decida parar...


cheira-me que estou... a mess...


Quinta-feira, 10 de Junho de 2010

Não sou muito dada a patriotismos, especialmente nos tempos que correm. Já nem vejo os jogos da selecção, que era realmente o mais patriótico que fazia.

 

No entanto, esta semana concretizou-se algo que verdadeiramente me deixa orgulhosa de ser portuguesa, e por isso até sinto o dia de Portugal mais perto (até literalmente, uma vez que se comemorou em Faro). Por mim, deixava todos os protocolos, todos os discursos batidos, todas as condecorações sem mérito; ficavam apenas as que mereciam de facto sê-lo, ficavam também os militares (para alegrar as vistas) e este ano comemorava a justiça que começou a ser feita esta segunda feira. Finalmente deu-se um grande passo para fazer cumprir o que há muito faz parte da nossa Constituição: "Ninguém pode ser privilegiado, beneficiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência, sexo, raça, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual." 

 

Não somos organizados, falha-nos vezes demais a honestidade, o nosso pensamento não passa do curto prazo, e isso traz-nos valentes dissabores. Elegemos maus políticos, fomentamos maus profissionais, temos uma memória curtinha curtinha, usamos o "desenrascar" como modo de vida, precisamos dos favores dos outros permanentemente, damos passos maiores que as pernas e idolatramos o novo rico e o chico esperto... mas não somos um mau povo. Um povo que canta o fado, que fala esta língua, que tem o mar como horizonte, que construiu as maravilhas que ostentamos neste rectângulo e que fez uma revolução com cravos vermelhos, não pode ser mau povo.

 

Eu não sou dada a patriotismos, mas ainda me arrepio ao ouvir o hino nacional e sim, sei a letra. E a partir desta semana, vou poder dizer que sou portuguesa e que no meu país pode amar-se quem se quiser. Vai levar tempo, mas eu tenho a certeza que esta lei vai tornar-nos um mais "nobre povo", que daqui a uns anos orgulhará as gerações vindouras, tal como ainda hoje nos orgulhamos dos "heróis do mar".

 

 

Esta pintura estava em Faro, num muro perto do departamento psiquiátrico. Por baixo do "Ama quem quiseres" estavam, como ainda dá para ver um bocadinho, dois casais de bonecos semelhantes ao símbolo do Bloco de Esquerda, representando dois casais homossexuais. E lembro-me desta pintura há pelo menos uns 10 anos. Infelizmente há sempre um ótário que gosta de estragar...

 

 




Terça-feira, 8 de Junho de 2010

foram os anos que passaram desde que desapareceste. De todas as minhas perdas, continuas a ser a mais dolorosa. Tenha tantas saudades tuas... dói...

 

só quero que os teus olhos se orgulhem de mim...

 

onde quer que estejas, que te orgulhes tanto que eu seja tua neta, como eu me orgulho de te ter como avô.

 



apoquentado por Béu às 10:07 | linque da apoquentação | mandar pitafe

Sexta-feira, 4 de Junho de 2010

Eu gostava de contextualizar este vídeo com algo que pudesse justificar a sua concepção.... mas não consigo. Apenas posso dizer que isto passa-se no bar do Colégio do Espírito Santo, Universidade de Évora, e estas pequenas trabalhavam lá, aquando dos meus tempos de estudante. E esta é uma das razões pelas quais a Universidade de Évora é "Honesto estudo, com longa experiência misturado"

 




Quarta-feira, 2 de Junho de 2010

Acho que a fotografia não serve para captar momentos, mas sim para criar momentos. Deve vir daí a minha complicada relação com as máquinas fotográficas: normalmente esqueço-me de as usar, e quando as uso, dado o meu fraco jeito como fotógrafa, fico sempre decepcionada. Porque eu não consigo criar a magia de uma fotografia como objecto de arte, e uso-a para apanhar aquilo que os meus olhos vêem... é impossível. A fotografia serve para captar aquilo que os olhos não vêem.

 

No entanto, o céu hoje estava lindo demais, eu tentei...

 

DA JANELA DA MINHA CASA, O CÉU É ASSIM

 



apoquentado por Béu às 21:23 | linque da apoquentação | mandar pitafe

Like balloons,

we are filled with hopes and dreams

But over time a single sentence creeps into our lives…

Don’t be stupid

it’s the a crusher of possibility

It’s the world’s greatest deflator

The world is full of smart people

Doing all kinds of smart things

That’s smart

Well we’re with stupid

Stupid is the relentless pursuit of a regret free life

Smart may have the brains

But stupid have the balls

Smart recognizes things for how they are

Stupid sees things for how they could be

Smart critiques

Stupid creates

The fact is if we don’t have stupid thoughts

We’d have no interesting thoughts at all

Smart may have the plans…

But stupid have the stories

Smart may have the authority

But stupid have one hell of a hangover

It’s not smart, it’s stupid

To be stupid is to be brave

Stupid isn’t afraid to fail

Stupid knows there are worse things than failure

Failure like not even trying

Smart have one good idea

And that idea was stupid

You can’t outsmart stupid

So don’t even try

Remember: only stupid can be truly brilliant

So, be stupid!



apoquentado por Béu às 20:45 | linque da apoquentação | mandar pitafe

Hoje de manhã, no infantário por baixo de minha casa, aos habituais guinchos daqueles seres de 1m de altura, acresceu o som de uma vuvuzela... Pode ser que não agrave, mas pelo sim pelo não, vou comprar um kit de explosivos.

Sim, porque os amarelos e os tartarugas a fazer concursos de gritos eu ainda tolero mas, meus amigos, vuvuzelas, ultrapassa os meus limites!



apoquentado por Béu às 14:20 | linque da apoquentação | mandar pitafe

Terça-feira, 1 de Junho de 2010

Conseguir avançar é uma virtude.

 

Saber parar é outra virtude, com igual mérito e valor.

 

Por algum motivo para o qual não tenho uma explicação lógica, senti que estava demasiado absorvida pelo espírito da rede social da moda. Não, não tenho quinta, mas mesmo assim, senti que estava a ser demais. Pelo que, decidi desactivar a minha conta, até me apetecer voltar. Consideremos uma desintoxicação!

 

Sim, tenho definitivamente que aprender a parar, e não me refiro somente ao facebook... mas tenho que começar por algum lado.

 

De qualquer forma, para os que aqui passarem e sentirem a minha falta na sua lista de amigos, não pensem que vos apaguei. Apaguei-me mesmo a mim.

Mas continuo nas apoquentações e no msn, para quem sentir sentir muitas saudades da minha pessoa :)

 

 

 


cheira-me que estou... em purificação social
banda sonora do momento http://www.youtube.com/watch?v=NCID3781Xcg

apoquentado por Béu às 13:31 | linque da apoquentação | mandar pitafe

mais sobre mim
Julho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


apoquentações fresquinhas

The end

Se a perfeição existe...

Setembro 2011

Every teardrop is a water...

Meia de proposta

Fecha a porta, que faz co...

O meu favorito do mestre ...

Para quem não acredita qu...

Dancing terapia queen

Faz hoje 7 anos

past

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

a gata

alentejo

amizade; morte

analogias

aniversário

balanço

carnaval

coisas

coisas boas

coisas que irritam

comida

crises existenciais

desabafos

férias

filmes

homens

inspira-me

mina

mina a gata

natal

nomes

nostalgia

observações

país

pessoas

primavera; flor

prisão

saudades

signos

sócrátes

testes

trabalho

viagens

todas as tags

os mais espectaculares

Ensaio sobre a bestialida...

E se um dia

Líquidos

Liberdade?

Domingo à tarde

?

Avô Hique

Ode parte I

A sazonalidade

Noites dedilhadas...

linques
blogs SAPO
subscrever feeds