Domingo, 14 de Setembro de 2008

Eu e a minha mãe temos 25 anos de diferença. Precisamente a mesma diferença de idades que existe entre a minha mãe e a minha avó. Este ano apercebi-me deste facto e fiquei seriamente preocupada com alguma pressão familiar que pudesse vir a existir, no sentido da procriação. Tal não aconteceu. No entanto, por via das dúvidas, adoptei uma gata.

Mas não é isto que me traz por cá hoje.

Ora, naquela altura em que começamos a querer comprar prendas para os pais, lá têm as mães que gramar com electrodomésticos, biblots e toda uma panóplia de utensílios para a casa, normalmente, até não fazem grande falta, mas que ajudam no aprimorar da condição de fada do lar. Depois (pelo menos comigo aconteceu assim), entra-se numa fase em que se percebe que a mãe também é mulher, começa-se a repudiar tudo o que tenha a ver com casa, especialmente com a cozinha, e dá-se início a outro tipo de prendas, como perfumes, roupa ou viagens. E por aí me mantenho até à data, no que concerne a prendas para a minha mãe.

Serve isto para dizer que andava a leste da possibilidade de existir prazer em receber um conjunto de panelas, uma varinha mágica ou um aspirador. Não sou propriamente novata nestas lides de morar sozinha, mas tenho aqui que confessar que ando em êxtase com o mundo dos electrodomésticos e utensilios que a minha mamã me vai oferecendo, e que vão preenchendo a cozinha. De repende, silampus, tefal ou moulinex dão-me mais alegria do que zara, mango ou stradivarius. Ou seja, o que aconteceu relativamente às prendas da minha mãe, surge na minha vida, mas na versão inversa! Será por este ano eu ter 25, e ela ter 50?

 

Não sei... mas o pensamento custa a sair da máquina nespresso que ganhei ontem (porque entretanto esta coisa alastra-se ao resto da família, e também eles querem contribuir para o "enxoval")

 

Ao que eu cheguei...


cheira-me que estou... Dona de casa

apoquentado por Béu às 12:41 | linque da apoquentação | mandar pitafe

mais sobre mim
Julho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


apoquentações fresquinhas

The end

Se a perfeição existe...

Setembro 2011

Every teardrop is a water...

Meia de proposta

Fecha a porta, que faz co...

O meu favorito do mestre ...

Para quem não acredita qu...

Dancing terapia queen

Faz hoje 7 anos

past

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

a gata

alentejo

amizade; morte

analogias

aniversário

balanço

carnaval

coisas

coisas boas

coisas que irritam

comida

crises existenciais

desabafos

férias

filmes

homens

inspira-me

mina

mina a gata

natal

nomes

nostalgia

observações

país

pessoas

primavera; flor

prisão

saudades

signos

sócrátes

testes

trabalho

viagens

todas as tags

os mais espectaculares

Ensaio sobre a bestialida...

E se um dia

Líquidos

Liberdade?

Domingo à tarde

?

Avô Hique

Ode parte I

A sazonalidade

Noites dedilhadas...

linques
blogs SAPO
subscrever feeds