Domingo, 17 de Fevereiro de 2008
Ora, há muitos dias que por cá não passo. Aproveito o anoitecer de um Domingo cinzento para voltar às escritas, por alguns momentos. E é sobre a minha mãe que quero escrever. É claro que a minha mãe sempre foi a melhor do mundo, mas ultimamente isso tem sido ainda mais verdade (se é que é possível).

Tantas e tantas vezes na vida se anda com aquele tempo cinzento, de nuvens altas, como se diz na metereologia. Não chove, nem faz sol. E tantas e tantas vezes é preciso cair um paisano de água, como se diz na minha terra, para que o sol singre no céu. É mais ou menos assim...

A minha mãe foi comigo à discoteca, dançou sem parar até quase às 6h horas da manhã. Foi tanto o orgulho de ir de braço dado com ela, que apetecia roubar o microfone e dizer: Esta é a minha mãe. Admiro-a e amo-a do fundo da minha alma! Nunca lho disse... não sei se algum dia o conseguirei dizer, mas é sem dúvida o que sinto!

E na quinta-feira passada, dia temido para os soltários, ofuscados pelos corações omnipresentes, eu tinha uma prenda em cima da minha cama. E lá estava a minha mãe de novo a comportar-se como a melhor de todas as mães...

Era só mesmo isto!


apoquentado por Béu às 19:10 | linque da apoquentação

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Julho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


apoquentações fresquinhas

The end

Se a perfeição existe...

Setembro 2011

Every teardrop is a water...

Meia de proposta

Fecha a porta, que faz co...

O meu favorito do mestre ...

Para quem não acredita qu...

Dancing terapia queen

Faz hoje 7 anos

past

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

a gata

alentejo

amizade; morte

analogias

aniversário

balanço

carnaval

coisas

coisas boas

coisas que irritam

comida

crises existenciais

desabafos

férias

filmes

homens

inspira-me

mina

mina a gata

natal

nomes

nostalgia

observações

país

pessoas

primavera; flor

prisão

saudades

signos

sócrátes

testes

trabalho

viagens

todas as tags

os mais espectaculares

Ensaio sobre a bestialida...

E se um dia

Líquidos

Liberdade?

Domingo à tarde

?

Avô Hique

Ode parte I

A sazonalidade

Noites dedilhadas...

linques
blogs SAPO
subscrever feeds