Sábado, 27 de Junho de 2009

Não resisti em apoderar-me da descoberta que vi aqui e post'ar o que me parece uma versão muito melhor conseguida do que o original :)

 

 



apoquentado por Béu às 17:28 | linque da apoquentação | mandar pitafe

Quinta-feira, 25 de Junho de 2009

"Stander", "hadem" e "bicos" são três dos muito exemplos de palavras que constavam no meu vocabulário, desde tenra idade, até à ida para a Universidade. Obviamente que em S. Brás de Alportel não se vai a um stand ver uma carro, mas sim a um stander; além disso eles hadem vir e não hão-de vir; e por fim, bico é uma palavra totalmente inocente que usamos para denominar borbulhas.

Além disso fico almariada, quando estou tonta, vou à da minha avó (poupando a palavra casa, pois isso toda a gente sabe!), como griséus com ovos e não ervilhas, a mini vai bem com alcagóitas e não com amendoins, digo moço em vez de gaiato, catraio ou rapaz, e quando vou à capital da região vou a Fare e não a Faro (nós gostamos de poupar letras, especialmente no fim das palavras).

 

 

 


cheira-me que estou... orgulhosa
banda sonora do momento Oh mãe, aquele moce batê-me


Há pessoas que fazem parte da infância e que, quando voltam, trazem aquele sabor das férias grandes, vividas intensamente, entre tardes intermináveis dentro de água, os jogos de cartas, as noites dormidas na varanda ou a apanha da alfarroba, que durava mais ou menos 2 dias.

A casa dos meus pais sempre teve todas as portas abertas, e a minha família é grande, embora seja por vezes difícil perceber as relações que nos unem e os apêndices que, não sendo efectivamente da família, são. Já tive oportunidade de falar da sazonalidade que assombra quem mora no Algarve e cá permanece durante as férias grandes. De repente temos a casa cheia, mas ainda mais de repente, a casa fica vazia e o coração ressente-se com mais uma partida. 

Mas há sempre um regresso, por mais que o tempo trate de modificar as rotinas das férias, e há a nostalgia das lembranças, a saudade dos tempos passados, em que não havia nada mais importante do que montar uma barraca em cima da varanda e lá dormir, para enganar o calor; em que o nosso relógio biológico era comandado pela permissão para ir para dentro de água; em que falávamos, e ríamos, e brincávamos, e caímos, e levantavamo-nos... e tudo era bom, puro e verdadeiro.


cheira-me que estou... Feliz por ter vivido o q vivi
tags:

apoquentado por Béu às 22:36 | linque da apoquentação | mandar pitafe

Segunda-feira, 8 de Junho de 2009

Há muito tempo que eu queria fazer esta observação: é impressão minha ou há um departamento na Blanka responsável por criar nomes cada vez mais complicados para tira nódoas.

Ora atentemos à última criação:

 

Tira nódoas + Branqueador Vanish Oxi Action Intelligence Cristal White   
 

 

 



apoquentado por Béu às 21:16 | linque da apoquentação | mandar pitafe

Domingo, 7 de Junho de 2009

É sempre assim, quando se prepara e espera ansiosamente um dia, ele passa demasiado rápido. Há meses e meses de preparativos, e começam a existir dois tempos: o antes do acontecimento e o depois do acontecimento. O dia 6 de Junho estava programado como o marco deste calendário 2009. O casamento de uma de nós, das 4 de sempre, daquelas que se conhecem desde sempre, que estiveram sempre juntas.

Aconteceu ontem.

O dia começou cedo: cabeleireira, maquilhagem, vestido. E lá estava ela, a nossa Lúcia, linda como sempre, mas um bocadinho mais!

Caminhou-se na passadeira vermelha e as lágrimas ficaram pela garganta, respondendo ao grande esforço feito para que não descessem por entre a maquilhagem. Foi assim durante quase toda a cerimónia. Mas momentos houve em que os esforço não foi compensado, e entre o tremer dos lábios e o nó na garganta, lá ficaram aguados os olhos, pondo em risco todo o aparato do eyeliner.

Sou suspeita, é facto, mas para mim foi a cerimónia mais bonita de sempre, foram os noivos mais bonitos de sempre, e foi o copo de água mais bonito de sempre!

Ontem, mesmo com o corpo a ceder ao cansaço, a sensação era unânime: não é possivel que já tenha passado!

Hoje mantém-se.

 

Por fim, um novo ciclo começou na vida de uma de nós, o que representa que um bocadinho de nós começou também este novo ciclo. Porquê? Porque "os homens esqueceram esta verdade, mas tu não deves esquecê-la: ficas para sempre responsável por aquele que cativaste"

 

E viva os noivos!



apoquentado por Béu às 21:56 | linque da apoquentação | mandar pitafe

Segunda-feira, 1 de Junho de 2009

Faz hoje 5 anos.

 

Está o mesmo sol, o mesmo calor, o mesmo céu...

 

e passaram 5 anos...

 

e ainda dói...



apoquentado por Béu às 10:11 | linque da apoquentação | mandar pitafe

mais sobre mim
Julho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


apoquentações fresquinhas

The end

Se a perfeição existe...

Setembro 2011

Every teardrop is a water...

Meia de proposta

Fecha a porta, que faz co...

O meu favorito do mestre ...

Para quem não acredita qu...

Dancing terapia queen

Faz hoje 7 anos

past

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

a gata

alentejo

amizade; morte

analogias

aniversário

balanço

carnaval

coisas

coisas boas

coisas que irritam

comida

crises existenciais

desabafos

férias

filmes

homens

inspira-me

mina

mina a gata

natal

nomes

nostalgia

observações

país

pessoas

primavera; flor

prisão

saudades

signos

sócrátes

testes

trabalho

viagens

todas as tags

os mais espectaculares

Ensaio sobre a bestialida...

E se um dia

Líquidos

Liberdade?

Domingo à tarde

?

Avô Hique

Ode parte I

A sazonalidade

Noites dedilhadas...

linques
blogs SAPO
subscrever feeds