Domingo, 25 de Janeiro de 2009

Voltar ao Alentejo é assim... Mistura-se tudo e o peito parece pequeno para aconchegar o que se sente.

A plana planície perde o equilíbrio e reveste-se de íngremes subidas e descidas, e do sorriso à lágrima vai um caminho demasiado curto.

Não me canso de admirar esta beleza triste, das ruas empedradas de nostalgia, dos nativos dimingueiros nas romarias aos cafés centrais, homens que pulvilham as ruas, enquanto as mulheres prestam o culto religioso seguido dos afazeres para preparar o almoço.

 

Há um miradouro em cada terra, e por mais que o verde se repita, por mais que as linhas que limitam os vários tons de castanho, se tornem familiares, tudo parece sempre estranhamente novo. Os sons das gentes arrastam as palavras, esticam-nas e tornam-nas mais doces. Os olhos reconhecem os forasteiros e acompanham-nos de forma penetrante, como se de invasores da monotonia se tratassem.

 

Na brancura das casas reflecte-se a saudade, porque a saudade acompanha sempre o regresso ao passado... a este passado. 

 

 

 


cheira-me que estou... nostalgica
banda sonora do momento Eu não sei que tenho em Évora, q de Évora me estou lembrando
tags:

apoquentado por Béu às 20:38 | linque da apoquentação | mandar pitafe

1 pitafe:
De Ana Cabrita a 27 de Janeiro de 2009 às 14:06
Ai que saudades do meu Alentejo... como entendo cada palavra que escreves e como revivo cada ideia tão intensamente... Meu Alentejo querido... quanta falta me fazes... Saudades!!!

Beijocas grandes minha querida, de ti tb com saudades!!!


mandar pitafe acerca da aopquentação

mais sobre mim
Julho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


apoquentações fresquinhas

The end

Se a perfeição existe...

Setembro 2011

Every teardrop is a water...

Meia de proposta

Fecha a porta, que faz co...

O meu favorito do mestre ...

Para quem não acredita qu...

Dancing terapia queen

Faz hoje 7 anos

past

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

a gata

alentejo

amizade; morte

analogias

aniversário

balanço

carnaval

coisas

coisas boas

coisas que irritam

comida

crises existenciais

desabafos

férias

filmes

homens

inspira-me

mina

mina a gata

natal

nomes

nostalgia

observações

país

pessoas

primavera; flor

prisão

saudades

signos

sócrátes

testes

trabalho

viagens

todas as tags

os mais espectaculares

Ensaio sobre a bestialida...

E se um dia

Líquidos

Liberdade?

Domingo à tarde

?

Avô Hique

Ode parte I

A sazonalidade

Noites dedilhadas...

linques
blogs SAPO
subscrever feeds