Quarta-feira, 18 de Agosto de 2010

As férias, quando bem passadas, têm este poder: deixar-nos fisicamente a necessitar de, pelo menos, mais uma semana de descanso, mas psicologicamente tirarem-nos toneladas de cima. Vou no 3º dia de trabalho, mas sinto que vai demorar um pouquinho mais a voltar ao ritmo, até porque ainda ter uma quinzena do silly mês de Agosto, também não facilita nada. 

 

Comecei por dançar, dançar muito e trabalhar bastante também. Dormir no belo do tripartido, tomar o banhinho matinal de água fria, entranhar pó nos pés a um nível difícil de descrever e encher muitas vezes a caneca, especialmente do bom espírito que se vive neste festival. Fui-me cruzando com muitas pessoas, em muitas danças, reencontrei amigos, mas foi essencialmente um tempo para mim, para estar comigo, fora da realidade, exercício que gosto particularmente de fazer, de quando em vez.

Segui para um passeio a dois, com vistas de encher a alma, boas conversas regadas com o vinho da terra, e uma mão cheia de histórias para contar, daquelas que perdurarão.

Desce-se até ao Algarve, para no caos de uma casa por arrumar, se receberem pessoas especiais. Há poucas coisas mais reconfortantes do que passar tempo qb sem estar fisicamente com alguém, e perceber que continua a falar-se o mesmo dialecto, continuamos a partilhar as mesmas histórias e a utilizar o mesmo tipo de humor, por vezes pouco perceptível para os que nos rodeiam. É assim com as simis desta vida. E com os Quadradinhos também! Mais outra mão cheia de coisas boas, que fazem com que não exista vontadinha nenhuma de que este tempo acabe.

Acabou a semana e veio o fim de semana, na terra das mil fontes, com os de sempre, aqueles lá da escola primária. Os que, longe ou perto, próximos ou afastados, são OS de sempre, sempre! O cansaço traíu-me, e de que maneira. Mas não havia forma de não ser bom.

Regressei ainda a tempo de um abraço aos aniversariantes e um belo jantar em família.

 

E a moral da história: acabei a jornada de férias sem um único dia de verdadeiro descanso, a casa num estado caótico, quase toda a roupa por lavar (e dois vestidos brancos transformados em vestidos azul bebé), mas uma sensação tão boa, mas tão boa... Retemperada pelos amigos, pela família, pelos lugares e pelos sentimentos também, porque não?!

 

I've got you babe *

 


cheira-me que estou... a querer mais

apoquentado por Béu às 16:33 | linque da apoquentação

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Julho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


apoquentações fresquinhas

The end

Se a perfeição existe...

Setembro 2011

Every teardrop is a water...

Meia de proposta

Fecha a porta, que faz co...

O meu favorito do mestre ...

Para quem não acredita qu...

Dancing terapia queen

Faz hoje 7 anos

past

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

a gata

alentejo

amizade; morte

analogias

aniversário

balanço

carnaval

coisas

coisas boas

coisas que irritam

comida

crises existenciais

desabafos

férias

filmes

homens

inspira-me

mina

mina a gata

natal

nomes

nostalgia

observações

país

pessoas

primavera; flor

prisão

saudades

signos

sócrátes

testes

trabalho

viagens

todas as tags

os mais espectaculares

Ensaio sobre a bestialida...

E se um dia

Líquidos

Liberdade?

Domingo à tarde

?

Avô Hique

Ode parte I

A sazonalidade

Noites dedilhadas...

linques
blogs SAPO
subscrever feeds